atendimento

O paciente deverá realizar no período pré-operatório uma ampla avaliação clínica. Cada caso necessitará de uma avaliação específica, mas existem rotinas que são necessárias para todos. São solicitadas avaliações com nutricionistas e psicólogos que irão fornecer dados para uma análise mais detalhada sobre o risco cirúrgico e o controle das doenças associadas à obesidade. Diversos especialistas poderão ser acionados na dependência da existência de doenças associadas, como endocrinologistas, angiologistas, cardiologistas, ortopedistas, psiquiatras etc.


O candidato a cirurgia bariátrica deverá passar por uma avaliação nutricional onde serão obtidos dados a respeito da distribuição e do percentual da gordura corporal. Será feita uma anamnese alimentar detalhada, para mensuração da freqüência das refeições, quantidade e qualidade dos alimentos, e do tempo de ingesta, além de detectar outros distúrbios nutricionais que por ventura existam. Utilizando técnicas simples e práticas a nutricionista irá gradativamente conscientizá-lo e prepará-lo para as mudanças que seus hábitos alimentares irão sofrer. Este preparo irá proporcionar conforto no pós-operatório, evitar problemas e promover uma perda de peso consistente, saudável e duradoura. O acompanhamento deverá realizado após 20 dias e 60 dias da cirurgia e, posteriormente, quando necessário.


O psicólogo também exerce um papel muito importante no tratamento, sendo aconselhável para todos os pacientes no período pré e pós-operatório. Na maioria das vezes o paciente é avaliado e preparado psicologicamente para as mudanças que deverão se seguir na sua imagem, auto-estima e no modo de se relacionar com a comida.
Antes da cirurgia, esta avaliação é feita habitualmente em 3 sessões, porém algumas pessoas poderão ser orientadas a fazer um preparo psicoterápico mais prolongado, ou ser recomendado o auxílio de um psiquiatra ou um psicanalista. Será identificado e quantificado o grau de depressão, de ansiedade e de compulsão, bem como o grau de comprometimento da qualidade de vida e da auto-estima decorrente do excesso de peso. É indispensável que o paciente tenha a intenção de mudar seus hábitos de vida e que permaneça sob o acompanhamento multidisciplinar.
O acompanhamento psicológico irá ajudar a traçar metas realistas quanto a perda de peso e a imagem futura, e auxiliar na reintegração do indivíduo com o meio em que vive e consigo mesmo.